Colunistas

Pr. Antonio Gilberto

Pr. Antonio Gilberto

O ensino bíblico sobre a profecia (Parte 2)

Seg, 17/09/2012 por Antonio Gilberto

 

Cerca de 30% do texto bíblico, quase 1/3 da Bíblia, consiste da profecia proclamativa e/ou preditiva. Em Lucas 16.16 e Mateus 11.13, Jesus afirma que a Lei e os profetas se estenderam até o ministério de João Batista. Portanto, o ministério profético no Antigo Testamento durou pouco mais de 400 anos. Durou de cerca de 800aC até 400aC.

Os profetas bíblicos, de forma geral, são agrupados em duas categorias: os literários e os não-literários.

1) Profetas literários – São aqueles que deixaram suas mensagens escritas, ou pelo menos parte delas. São também chamados profetas canônicos. Os profetas literários são, em ordem alfabética, Ageu (Ag 1.1; Ed 5.1 e 6.14), Amós (Am 1.1), Daniel (Dn 1.6 e Mt 24.15), Ezequiel (Ez 1.3 e Dn 9.2), Habacuque (Hc 1.1), Isaías (Is 1.1; 37.2; 38.1; 2Rs 19.2 e 20.1), Jeremias (Jr 1.5; 20.2; 25.2 e Mt 2.17), João, o Evangelista (Ap.1.9; 22.9,18,19), Joel (Jl 1.1 e At 2.16), Jonas (Jn 1.1; 2Rs 14.25; Mt 12.39; 16.4 e Lc 11.29), Malaquias (Ml 1.1), Miquéias (Mq 1.1 e Jr 26.18), Moisés, apesar de certos doutores da Bíblia classificarem-no como profeta não literário (Ex 24.4; Nm 33.2; Dt 31.9,24; Ed 6.18; Mc 12.19 e Jo 1.45), Naum (Na 1.1), Obadias (Ob v1), Oséias (Os 1.1), Sofonias (Sf 1.1) e Zacarias, filho de Baraquias (Zc 1.1).

2) Profetas não-literarios – São aqueles que não deixaram escritos. Suas mensagens foram verbais. Se deixaram escritos, não são conhecidos. Eles são chamados também de profetas não-canônicos.

Os profetas não-literários são divididos em dois grupos: os nominados e os anônimos.

a) Os profetas não-literários nominados são, em ordem alfabética, Abraão (Gn 20.27), Agabo (At 21.10), Aías, o silonita (1Rs 11.29), Ana, filha de Fanuel (Lc.2.36), Ananias, filho de Azur (Jr 28.1-17), Arão (Ex 7.1), os filhos de Asafe, de Hemã e de Jedutum, cantores da Casa do Senhor – Quando teremos assim, na igreja, cantores tão consagrados? (1Cr 26.1-3 e 2Cr 35.15), Azarias, filho de Obede (2Cr 15.1,8), Davi (Mt 13.35; Sl 78.2 e At 2.29-30), Débora (Jz 4.4), Eldade (Nm 11.26), Elias, o tisbita (1Rs 17.1; 18.22,36), Eliezer, filho de Dodava (2Cr 20.37), Eliseu, filho de Safate (1Rs 19.16; 2Rs 3.11-12; 9.1), Enoque, filho de Járede (Gn 5.18-24; Jd v14-15 e Hb 11.5), Gade, da Corte de Davi (1Sm 22.5; 24.11), Hanani, o vidente (2Cr 16.7), Hulda, mulher de Salum (2Rs 22.14), Ido (2Cr 13.22), Jaaziel (2Cr 20.14-17), a profetisa, esposa do profeta Isaías (Is 8.3), Jéu , filho de Hanani (1Rs 16.7 e 2Cr 19.2), João Batista (Lc 1.76; 7.28), Josué, filho de Num (Js 6.26 e 1Rs 16.34), Medade (Nm 11.26), Micaías (1Rs 22.8 e 2Cr 18.7ss), Miriã (Ex 15.20), Natã (2Sm 7.2; 12.25 e 1Rs 1.8,10,22), Odede ou Obede (2Cr 28.9), Samuel (1Sm 3.20; 9.19; 1Cr 9.22; 2Cr 35.18; At 3.24; 13.20), Saul (1Sm 10.5-6,10-13), Semaías (2Cr 12.5,15), Urias, filho de Semaías (Jr 26.20), Zacarias, “entendido nas visões de Deus” (2Cr 26.5), Zacarias, filho do sacerdote Joiada (2Cr 24.10-22) e Zacarias, o sacerdote, pai de João Batista (Lc 1.67).

b) Os profetas não-literários anônimos são “um homem profeta” (Jz 6.8), “um homem de Deus” (1Sm 2.27-36), “um rancho de profetas” ou “um grupo de profetas” (1Sm 10.10-12), “Um homem de Deus que veio de Judá” (1Rs 13.1), “um profeta” (1Rs 20.13-15), “um dos homens dos filhos dos profetas” (1Rs 20.35), “setenta anciãos do povo” (Nm 11.24-29), “um profeta” (2Cr 25.15-16) e “um homem de Deus” (2Cr 25.7-9).
 
Escolas de Profetas do Antigo Testamento
 
As Escolas de Profetas do Antigo Testamento eram agremiações destinadas a  congregar jovens crentes em torno dos profetas de Deus para treiná-los na lei divina e ensinar-lhes a ficar à disposição do Senhor, submissos, para o seu serviço.

As escolas de profetas surgiram com Samuel (1Sm 10.5,10; 19.20) e foram consolidadas pelos profetas Elias e Eliseu (2Rs 2.3,5,7,15; 4.1,38; 6.1; 9.1).
 
(CONTINUA NA PRÓXIMA SEMANA)

8 comentários

marco15lnd@gmail.com

achei muito bom voce est de parabeis

dalva de oliveira carreir

Entrei no site hoje pela primeira vez, e gostei muito das expli- cações, e da maneira organizada e didática em que o Pr. colocou o estudo biblico. Nós os professores da EBD, só temos que agradecer a Deus por usa-lo de maneira tão gloriosa em favor do reino de Deus. A paz do Senhor

edmilson silva

muito bom meus parabnes

jose aldo bernardo

Pr.Antônio G é uma benção! Um Erudito da palavra d Deus

antonio marcos da rocha

que Deus continue lhe dando discernimento muito edificante esse estudo

Gesos Lourenço de Lanes

Pr Antônio Gilberto,que Deus o abençôe muitíssimo, eu trabalhei na CPAD 9 anos, e agora sou professor da EBD e também dou aulas no seminário, OLM, IBE, Ibaderj e EETAd me delicio com os seus ensinos, pra mim é uma honra quando encontro um dos seus sites.

naildo ribeiro do nascime

gostei do ensino biblico sobre a profecia Deus abeçoi

jose carlos da silva

HONRRA E GOLRIO PARA O NOSSO MESTRE, MAS O Pr ANTONIO GILBERTO É DE UM PROFUNDIDA TREMENDA ELE AINDA FAZ PARTE DAQUELA IGREJA ANTIGA, LOUVA A DEUS PELA VIDA ODO SEU SERVO, CONTINUE IRMÃO ESCREVENDO E TRANSMITINDO ESTES ESTUDOS, PQ´E MUITO PROVEITOSO POIS TBM TENHO UM MINISTERIO PESADO Q ´E O DE PROFESSOR DE EBD MAS MIN SINTO REGOZIJADO NO Q EU FAÇO, POIS AINDA É POUCO O Q EU FAÇO PARA O MEU DEUS NÃO TENHO COMO LHE PAGAR O Q ELE FEZ NA MINHA VIDA FIQUEM TODOS COM DEUS......

Deixe seu comentário







Perfil

Antonio Gilberto é consultor doutrinário da CPAD, membro da Casa de Letras Emílio Conde, mestre em Teologia, graduado em Psicologia, Pedagogia e Letras, membro da diretoria da Global University nos Estados Unidos e autor dos livros “Mensagens, Estudos e Explanações em 1 Coríntios”, “O Calendário da Profecia”, “O Fruto do Espírito”, “A Bíblia: o livro, a mensagem e a história”, “A Prática do Evangelismo Pessoal”, “Verdades Pentecostais”, “A Bíblia através de séculos”, “Crescimento em Cristo” e “Manual de Escola Dominical”, todos títulos da CPAD, sendo este último o seu maior best-seller, com mais de 200 mil exemplares vendidos.

COLUNISTAS

ARQUIVO